Conheça as doenças mais comuns no Verão!

Sabe quais são as 4 doenças mais comuns no verão?

 

Otite – As otites surgem com maior frequência no verão, devido aos banhos de mar e de piscina, o canal auditivo ao acumular água em excesso acaba por degenerar inflamação ou infecção. A otite é bastante incómoda, não só pode provocar febre como também, dor de ouvido aguda.

Como evitar as otites, é aconselhado o uso tampões para não permitir a entrada excessiva de água, tapar sempre o nariz quando mergulha.

 

Micoses – As micoses são infecções causadas pela reprodução excessiva de fungos em determinadas zonas do corpo. As condições ideias para o desenvolvimento de fungos são sempre nas zonas do corpo mais quentes e húmidas, é o caso das virilhas, entre os dedos dos pés e axilas. No verão, devido ao aumento de temperatura e ao recorremos mais ás praias e ás piscinas ficamos mais expostos ao contágio através do contacto directo da pele com estes microrganismos. As zonas do corpo contagiadas ficam ressequidas, irritadas, vermelhas e provocam comichão. Como evitar as micoses, tentar manter o corpo seco e higienizado, evitar usar calçado fechado e não andar descalço em lugares públicos (piscinas balneários, esplanadas de praia), usar roupa em algodão e leve.

 

Desidratação – A Desidratação é, também uma das doenças mais comuns no verão, e devem-se ao fato de o corpo libertar excessivamente líquidos e sais minerais através do suor excessivo, saliva, urina e fezes. Ao ingerir alimentos mal conservados, podem provocar vómitos e diarreias e a perca de liquido e sais minerais é maior. As características de uma desidratação são: sede excessiva, boca e olhos secos, não urinar durante varias horas.

Como evitar uma desidratação, beber líquidos várias vezes ao dia, é muito importante não ter sede, ingerir alimentos leves e ricos em sais minerais, não estar exposto ao calor e tentar permanecer em locais frescos e arejados.

 

Conjuntivite As conjuntivites são das doenças mais comuns no verão são as bacterianas, pois as bactérias que degeneram as conjuntivites propagam-se na água, ao mergulhar na piscina, os olhos ficam sujeitos à contaminação. As conjuntivites provocam um grande desconforto, como a comichão, ardor, inchaço, os olhos ficam vermelhos e têm secreções, nos dias em que as temperaturas estão mais elevadas, o desconforto pode ser maior.

Como evitar as conjuntivites, após tomar banho de piscina deve ter o cuidado de lavar os olhos com soro fisiológico, evitar coçar os olhos e lavar o rosto e as mãos com frequência.

 

 

Hospital Soerad

Outros artigos interessantes

2018-08-09T17:38:03+00:00