Como Viver com Hepatite

Antes de mais, vamos muito resumidamente, explicar o que é a hepatite. É uma inflamação no fígado que, dependendo do agente que a provoca, pode-se curar com repouso e/ou com tratamentos prolongados, ou mesmo um transplante de fígado, quando se desenvolvem complicações graves da cirrose como a falência hepática, ou o cancro no fígado, que podem levar à morte.
As hepatites podem ser provocadas por bactérias, por vírus, e também pelo consumo de produtos tóxicos como o álcool, medicamentos e algumas plantas. Existem seis tipos diferentes de vírus da hepatite (Hepatite A, Hepatite B, Hepatite C, Hepatite D, Hepatite E e Hepatite G).

Existem ainda as hepatites auto-imunes resultantes de uma perturbação do sistema imunitário que, sem que se saiba porquê, começam a desenvolver auto-anticorpos que atacam as células do fígado, em vez de as protegerem.
Os doentes com hepatite crónica podem usufruir de uma vida muito próxima do normal, desde que tenham em conta algumas regras essenciais, estes doentes não têm de ficar presos a uma vida de dietas rígidas, de pôr de lado projectos de viagens e passeios ou de dizer não a um relacionamento sexual, mas é imprescindível que cada um conheça as suas limitações e adopte comportamentos que não agridam o fígado.

A Alimentação

O ideal é seguir uma dieta equilibrada que contemple todos os componentes da pirâmide alimentar. Não é  necessário, por exemplo, eliminar as gorduras, mas podem evitar-se os fritos e substituir as gorduras animais por óleo de girassol, soja ou azeite.

Também deverá saber que não existem chás ou águas minerais com poderes milagrosos sobre o fígado. Os doentes podem tomar café, mas o consumo de álcool é desaconselhado (e está proibido durante a fase de tratamento) dado, que pode favorecer a replicação do vírus e aumentar o risco de cirrose e cancro do fígado.

Como se movimentar

A hepatite é geralmente acompanhada por uma sensação de fadiga intensa, mas os doentes com infecção crónica não deverão ceder a este sintoma.

Para lutar contra o cansaço, sugerem-se alguns conselhos: é necessário fazer uma alimentação equilibrada, beber água regularmente, dormir bem e preencher o quotidiano e os tempos livres com
actividades e projectos estimulantes.

Se em caso de hepatite aguda o repouso é recomendado, na hepatite crónica aconselha-se a prática de algum exercício físico. Além de aumentar o afluxo sanguíneo ao fígado, o exercício tem ainda a vantagem de estimular a produção de colesterol HDL (o chamado “bom” colesterol) e de eliminar os excessos de colesterol LDL (o chamado “mau” colesterol).

Não se esqueça, todas as dúvidas que tenha deverá sempre colocá-las ao seu médico.

Hospital Soerad

2019-07-30T16:52:54+01:00