Albinismo óculo-cutâneo

Albinismo óculo-cutâneo

O Albinismo óculo-cutâneo é um termo utilizado para representar um grupo de doenças hereditárias, mais prevalentes em África, que, fruto duma diminuição ou ausência de melanina (substância que confere cor) na pele, pelos/cabelos e olhos, se caracterizam por uma coloração muito clara destas estruturas. Assim, nos casos mais graves, estes doentes têm pelos e cabelos brancos desde a nascença, olhos azuis muito claros bem como pele de tonalidade branco-leite. Estes aspetos aumentam drasticamente a sua predisposição para os efeitos nocivos da exposição solar, nomeadamente para o carcinoma espinocelular da pele, que é a causa mais frequente de morte nestes doentes.

 

Não existe tratamento , sendo apenas possível tomar medidas para evitar as consequências da exposição solar, através de medidas de fotoprotecção, as quais devem ser levadas ao extremo, com uso de creme fotoprotector, óculos escuros e roupa adequada (calças, mangas compridas e chapéu) em todas as circunstâncias.

Corpo Clínico

Hospital Soerad

 

Outros artigos interessantes

2018-06-13T13:39:16+00:00